Blog do Pottermore divulga processo de criação dos emblemas das Casas de Hogwarts


O blog Insider Pottermore começou a divulgar o processo de criação dos emblemas das Casas de Hogwarts. Abaixo você pode conferir o processo do emblema da Corvinal e da Grifinória. Em breve o blog divulgará o da Lufa-Lufa e da Sonserina.

Muitos de vocês nos disseram que gostam da arte do Pottermore, por isso achamos que você poderia desfrutar de um por-trás-das-cenas e ver como elas foram criadas. Nós conversamos com a equipe de design do Atomhawk, que foi responsável pela criação das ilustrações do Pottermore, e neste post (o primeiro de dois) vamos ver como eles criaram o emblema das casas Corvinal e Grifinória.

O Início
O ponto de partida para cada um dos emblemas das Casas estava no escudo de Hogwarts, que apareceu pela primeira vez nas páginas dos títulos dos livros de Harry Potter, e representa todas as quatro casas. Esta obra original e as descrições dadas por J.K. Rowling sobre as casas eram usadas para inspirar quatro emblemas únicos para o Pottermore.

O Processo
Os artistas começaram a falar sobre a melhor maneira de incluir os elementos fogo, terra, água e ar em cada casa, quais as melhores expressões e posições que os animais teriam, e a maneira mais eficaz de incluir as cores nos desenhos finais.
O seu principal objetivo em todo o caminho do processo era fazer com que os emblemas se tornassem símbolos que separassem cada Casa, e que os usuários tivessem orgulho de mostrá-los como uma identidade no Pottermore.
Para começar três versões foram esboçadas para cada emblema. A equipe, então, se preocupou em fazer para cada variação certos detalhes que fossem claramente representados pela Casa. O design que sentiram que foi o mais forte dos três foram selecionados para a próxima fase do processo, que seria a adição de cores para os desenhos.

Série de esboço da Corvinal
Para a Corvinal, os artistas tentaram permanecer fiel à forma de uma águia, mas eles acharam que não funcionou, por vezes, o esboço center, foi pensado parecer uma gaivota. Como a águia tem sido usada na mitologia através da história, os artistas também estavam cientes de que poderia ser difícil fazer a sua águia instantaneamente reconhecível e original. Depois que os desenhos foram terminados, todos concordaram que o desenho com as asas estendidas era o melhor.
Eles sentiram que a imagem da ave indo além da fronteira do emblema mostrou a Corvinal no seu mais forte: Uma águia desacoplada pelas fronteiras do escudo, pronta para tomar vôo.

Séries de esboço da Grifinória
                             
Como o leão é um símbolo frequentemente encontrado na cultura popular, a equipe mais uma vez teve que se concentrar na criação de um reconhecível para o emblema da Grifinória. Para todas os quatro emblemas, a expressão facial dos animais foi usada para simbolizar traços da casa (neste caso, a coragem e cavalheirismo). Como você pode ver no desenho acima, os artistas estavam tentando encontrar a expressão de um leão pronto para atacar, assim como dando um rugido.
Depois que o esboço inicial foi examinado, foi decidido que a cabeça do leão, com o seu rosto e crina em destaque era impressionante, tinha sido o melhor design. O emblema que mostrava o corpo todo parecia tirar os recursos poderosos do leão.

Processo de cor da Corvinal
Curiosamente, Corvinal era a única casa que a equipe não criou uma série de opções de cores. O primeiro design se tornou a versão final do emblema, pois eles imediatamente viram que tinham acertado. Eles acrescentaram azul para o elemento ar rodando em segundo plano, então a cor bronze se tornou a da águia.
Uma vez que colocaram no quadro o prata polido do emblema, eles sentiram que tinham alcançado o espírito Corvinal de uma só vez!

Processo de cor da Grifinória

Os primeiros esboços que foram feitos para o emblema foram tratados com paletas de cores dourado e escarlate. Em seguida, o fundo foi observado com muito cuidado, de modo que o elemento fogo poderia ser mostrado de forma mais marcante. A equipe de arte concordou que a melhor versão foi aquele que deixou o fundo todo vermelho, mas eles sentiram que ainda precisavam da força do fogo que ficaram nos outros projetos.
A cauda que saia para o lado de fora do emblema nas duas primeiras imagens foi considerada uma forma de distração, pois tirava toda a postura e poder assustador que tinha a expressão do rosto do leão, por isso foi retirada da versão final.

Emblemas finais

O design final da casa Corvinal mostra as correntes de ar azul ao redor da águia de bronze, enquanto a Grifinória foca no poderoso rosto do leão dourado, com chamas vermelhas tremeluzentes atrás.
Esperamos que tenha gostado da primeira parte, na próxima semana teremos o olhar por trás do emblema da Lufa-Lufa e Sonserina.


Tradção: Potterish.

Share this:

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Quantos já viram nossa página: